segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ferramentas alternativas para o scrap 2 - Dicas Legais # 23

Olá, amores!

Estou de volta para continuarmos nosso papinho sobre ferramentas alternativas no scrap!

Hoje, vou começar com uma experiência minha, mas reforçada pela de outras amigas que encontrei na blogosfera: Durante muito tempo (quando digo muito, é muito mesmo! Pois só ganhei a minha de presente do maridinho no ano passado! Rs!) utilizei um vidro 50 x 50 cm com 4mm de espessura como base de corte (custou R$ 7,00 na época)! É claro que o vidro tem suas limitações (já falo sobre elas!), mas não vai ser a falta de uma base de corte que deverá impedir nossas amigas de começarem suas artes com papel, não é mesmo? Quer começar? Use uma base de vidro mesmo!!!
Bom, quanto às limitações, é importante salientá-las, mas não significa o fim: temos o peso do vidro e o risco de quebrar (é legal pedir ao vidraceiro para dar uma arrendondada nos cantos para não ter risco de machucar você ou alguém) e o mais importante é que o vidro cega as ferramentas de corte (mas, para quem está começando, um estilete baratinho de papelaria comum é mais do que suficiente para fazer lindos trabalhos! Até hoje, são eles que eu mais uso! E você compra um kit de lâminas que é só ir substituindo).
E, para provar que não sou a única, Vejam essas:

Neste PAP sobre quilling, a Eliane Higa usa uma placa de vidro com papel milimetrado por baixo para cortar as tirinhas de papel.

Agora, comparem com a base de emborrachado e digam se não fica tão funcional quanto elas.

Base de corte (vidro) - Glass mat

E essa é uma base de corte de vidro da marca EK sucess. Ela é usada como base para a Circle Scissor. Ou seja, usar vidro não é viajar tanto assim! Rs!


E já que citei os estiletes, vamos a mais umas diquinhas interessantes?

Bom, para começar, quem quiser saber um pouco mais sobre os tipos de estiletes disponíveis, o Alexandre do Roleplayer fez uma postagem maravilhosa sobre tipos mais simples e forma correta de uso e descarte; e a Caroline do Meu Vício, minha mania de Scrapbooking fala sobre estiletes de precisão.

Mas, como nosso papo hoje é sobre ferramentas alternativas, o Alexandre está mais próximo do que eu chamo de alternativo: são os estiletes de papelarias comuns. Pequenos e grandes.

São baratos, facilmente encontrados e super eficientes para trabalhos menos elaborados (Não vai dar para cortar imagens cheias de curvas com um estilete desses, é claro! Mas, no começo, a gente nem inventa tanto assim! Não é? Rs!).
E, como eu já havia adiantado: cegou é só ir cortando a lâmina (Jogue-a fora apenas quando estiver bem pequena. Eu costumo enrolar os restos de lâminas em fita crepe para que ninguém se machuque após o descarte).
Para cortar a lâmina e deixar o seu estilete novo novamente, é só seguir as instruções do Alexandre. Vejam:


Quando acabar a lâmina, você vai encontrar caixinhas de refis super baratinhos (Cada lâmina não chega a R$ 1,00!).
Para fechar e aproveitando que estamos falando sobre material de corte, quem já ouviu falar no Edger Distresser ou no Paper Distresser? Nada mais são do que corta linhas adaptados para o uso no scrap. Tem de várias marcas, mas o designer é quase o mesmo (clicando na imagem, você é direcionado para o link):

Heidi Swapp, Toke e Crie e Tim Holtz, respectivamente.

Eles são utilizados para distressar a borda dos trabalhos de scrap, como você vê aí embaixo. Um lindíssimo efeito!


Aqui, você encontra um pequeno tutorial ensinando como distressar o papel, usando o Paper Distresser. Mas, você pode obter o mesmo efeito (eu já testei!) utilizando desmanchadores de costura, vendidos em qualquer armarinho. São bem baratinhos e fáceis de encontrar!


Por hoje chega, não é? Acho que já me excedi demais! Rs!
Depois a gente continua! Rs!

Espero que tenham gostado das diquinhas de hoje!

Beijinhos e até a próxima!

10 comentários:

butterfly disse...

adorei as dicas!!! Tenho o estilete desses baratinhos e amo muito!! Só agora comprei o outro móvel... bjk

Lu C.Y. - Babalu disse...

Também adorei! vou lá ver os blog que você linkou!
Beijos

Ana Yamamoto (Aninha) disse...

Adorei as dicas!!!
Eu uso estiletes desses baratinhos mesmo...
E o distress eu faço com uma tesoura velha! rs
Bjo

Aline Fonseca disse...

Mar, eu acho que não fui uma criança hiper ativa, sabe? Mas a correria estressante da vida adulta me fez hiper ativa de modo que, se meus alunos estão fazendo trabalho, já terminei de dar visto em tudo que tinha para dar visto, já fiz relatórios, diário de classe, simplesmente não consigo ficar parada olhando para a cara deles. Daí ou recorto papel, ou rabisco um sketch ( e ainda por cima pinto, porque sobrou tempo). Nâo aguento ficar parada. NUNCA!!!
Hahahahah
Ai, que venha. Aquela esmolinha... mal dá para fazer scrap! rsrsrsrs

Beijosssssssssssssssssss e muito obrigada! Uma ótima semana!

Juliana_Alves disse...

Adorei as dicas, posso confessar que uso uma base de vidro de uma mesa redonda que tinha, ela quebrou,levei no vidraceiro e ele acertou os cantos, pra mim ficou mais que perfeita!!!

Bimart´s ateliê disse...

Olá Marcela!Encontreiseu blog no google imagens quando estava procurando imagens de 100 seguidores.Quero comemorar e festejar!Aí vim parar aqui,no blog de uma scraper como eu (meia boca viu?)rsrsrs.Suas dicas são muito valiosas ,bjs estou te seguindo.

Solange Barreto. (Lange) disse...

Oi minha Flor, estou amando suas dicas. São preciosas principalmente pra quem está começando.
Senti muita falta dessas dicas, quando iniciei nesse mundo maravilhoso do scrap.
Essa dos desmanchadores de costura eu não sabia, achei o máximo, e já tenho um no meu costureiro, rs rs rs.
Um xero, fique com Deus.

Laryssa Gaia disse...

Amei!!!!!!!!!!

Confesso que já estava tudo certo para usar um vidro que tinha em casa...já tinha procurado papel quadriculado para colocar por baixo.
Foi até ir em uma loja de scrap e falei isso para a vendedora e ela falou das vantegens da base de corte. Logico que uma base é uma base né...mais no começo a pessoa quer mais é comprar papel e por a mão na massa.
Resumindo como eu sabia que esse $$ da base de corte eu iria gastar em um "lanche"...acabei comprando a base.

Mas o resto dos materiais vou tentando procurar meios alternativos para fazer um pouco de scrap.

Bjs Adoreio a dica....e espero mais...mais e mais...sempre mais.

rsssssssss

Patricia Molina disse...

É isso aí amiga! Ninguém precisa achar que não pode fazer scrap porque não tem isso ou aquilo, o importante é começar e depois a pessoa adquire a ferramenta que acha importante pra ela!
Lindo dia Ma!
bjkas da Paty

Pauline de Souza disse...

Oi!
Muito legal o teu blog!
Muitas boas dicas e trabalhos lindos. Parabéns!
Eu tenho um cantinho que ainda está engatinhando, se queiser dar uma passada...flordetecido-pauline.blogspot.com.br.
Beijo!

Related Posts with Thumbnails